O Quarto Segredo de Fátima: após a conversom da Rússia, a pola conversom da R.A.G.!

No centenário das Aparições, a mãe de todas as manifestações



O Quarto Segredo de Fátima: após a conversom da Rússia, a pola conversom da R.A.G.!

Segundo a Irmã Lúcia, que mais tarde se fizera na Galiza freira da Ordem das Carmelitas Descalças, a 13 de maio de 1917 Nossa Senhora de Fátima terá revelado um segredo, constituído por três partes, de caráter profético. As duas primeiras partes foram reveladas em 1941 num documento escrito por Lúcia. A terceira parte foi escrita por Lúcia em 3 de janeiro de 1944, por ordem do bispo de Leiria, e revelada em 2000.

A primeira parte é a visão do Inferno.

A segunda parte é a devoção ao Imaculado Coração de Maria e a conversão da Rússia.

A terceira parte do segredo (o designado “Terceiro Segredo de Fátima”) refere-se à luta do comunismo ateu contra a Igreja e os cristãos, e descreve o imane sofrimento das vítimas da fé no século XX (atentado contra o Papa incluído).

“Alguns sectores contestam a autenticidade da terceira parte do segredo, ou então alegam que haveria uma outra parte não revelada” (pt.Wikipédia.org)

A AGAL está em condições de anunciar que a Nª. Sª. De Fátima reaparecerá a 17 de maio “em louvor de multidões” em Santiago de Compostela um século (e 4 dias) após a sua última e multitudinária Aparição para revelar ao “segredário” da AGAL o seu “4º Segredo” (que teria passado despercebido a uma irmã Lúcia capaz de interpretar nas divinas palavras da Virgem o significado das siglas da U.R.S.S. mas incapaz de perceber o sentido do acrônimo da R.A.G., que teria confundido com um esgarro virginal).

fatima

Quarto Segredo (ou 4º parte do Segredo)

“Em seguida, levantamos os olhos para Nossa Senhora que nos disse com bondade e tristeza:

Vistes o Inferno, para onde vão as línguas minorizadas. Para salvar o galego, Deus quer estabelecer na Galiza a devoção à Imaculada Reintegração. Se fizerem o que eu disser salvar-se-ão [email protected] falantes e terão paz (lingüística). A guerra normativa vai acabar, mas se não deixarem de ofender a Deus, no reinado de Vítor Freixanes começará outra pior. Quando virdes uma noite, alumiada por uma luz desconhecida -bem diferente ao raio transparente do prácido Luar- sabei que é o grande sinal que Deus vos dá de que vai punir a Galiza pelos seus crimes, por meio da guerra normativa, da fome e de perseguições à  AGAL e ao Santo Padrão. Para a impedir virei pedir a consagração da R.A.G. à Imaculada Reintegração e a Comunidade de Países de Língua Portuguesa. Se atenderem a meus pedidos, a R.A.G. se converterá e terão paz, se não, espalhará seus erros gramaticais pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à AGAL, os bons e generosos serão martirizados, o Carvalho Calero terá ainda muito ostracismo que sofrer, várias gerações de galegofalantes serão aniquiladas, por fim a Imaculada Reintegração triunfará. O Santo Padrão consagrar-me-á a R.A.G., que se converterá, e será concedido à Galiza algum tempo de paz (lingüística).”


PUBLICIDADE