Todos os artigos marcados como "aldeias de Ordes"

  • Ouveios suevos

    Em praticamente todos os nomes de lugar que rematam en –ulfe ou –ufe, ressoam os últimos ouveios dos suevos, já que som topónimos que se devem à antiga palavra germánica wulf ‘lobo’, e se encontram concentrados na Península Ibérica quase exclusivamente no território do antigo Reino da Galiza. O étimo resulta hoje mais do que […]

  • A dignidade do País do Navo

    Há em Albijói um lugar chamado Novás e ainda, na microtoponímia, umhas terras de nome o Noval entre as paróquias de Leira e Buscás. Nom está de todo claro o seu significado, pois poderiam-se referir a duas cousas diferentes. A primeira seria que o tal noval venha do latim novale, derivado de novu ‘novo’, no […]

  • Pam, cravos e desordens

    para Patricia do Zapateiro da Portela A Portela de Leira é a aldeia vizinha de Loureda, famosa sobretudo polo pam, empadas, roscas e doces da Panadería Fontán, a antiga Casa do Zapateiro, que reparte por muitas paróquias da comarca. O topónimo, bastante frequente na área lingüística galego-portuguesa (os dous núcleos mais grandes com este nome […]

  • O apelido BARBEITO

    Num excesso de otimismo afirmava Valeriano Villanueva, autor do apartado de “Agricultura” da Geografía General del Reino de Galicia, que: “El maíz y la patata hicieron desaparecer el barbecho en Galicia mucho antes que dejase de usarse esta forma de cultivos en los países más adelantados de Europa, y hoy en toda la región gallega […]

  • As aldeias das leitoras (VII): Friám

    Plano de Friám, na paróquia de Marçoa, concelho de Oroso Ao começar a investigar a toponímia da comarca o companheiro Manolo Paços perguntou polo significado do topónimo Freám ou Friám, na sua paróquia, Marçoa, que nom aparece no Nomenclátor, mas si nos mapas do IGN[1], assim como do microtopónimo associado Fraga de Freám. Ainda, há […]

  • Alguns homens duros…

    Antes de que no século XVIII a atual estrada da Corunha a Tui deslocasse a capital da paróquia para o Mesom do Vento, era o Caminho Inglês a principal artéria da freguesia de Sam Pedro de Ardemil, cujo nome vem de umha vila altomedieval propriedade de um senhor da terra de nome germánico Ardemirus, seguramente […]

  • As aldeias das leitoras (VI): O Casal

      Mapa do Casal de Ordes Fernando Carril, quem já tem visto londras na presa da estaçom da Pontraga e no regato de Leobalde quando vai pescar, e que nos descobreu o formoso microtopónimo da Fonte do Gato, no Valado de Ordes, pregunta polo significado do topónimo e apelido de Casal, igual que Daniel Gómez […]

  • As aldeias das leitoras (V): Cernadas

    Conta María Martínez Candal que o seu pai é de Cernadas, em Buscás, topónimo este que muitos explicam pola teoria divulgada por Moralejo Lasso segundo a qual proviria do latim *cinerata, ‘terra queimada’, em referência às roças do monte para debroçar a terra e fertilizá-lo com as próprias cinsas antes de sementar nela. A minha […]

  • As aldeias das leitoras (V): Cernadas

      Conta María Martínez Candal que o seu pai é de Cernadas, em Buscás, topónimo este que muitos explicam pola teoria divulgada por Moralejo Lasso segundo a qual proviria do latim *cinerata, ‘terra queimada’, em referência às roças do monte para debroçar a terra e fertilizá-lo com as próprias cinsas antes de sementar nela. A […]

  • O Deus da camisa vermelha

    Mesom de Deus No ano de 1772 construiu-se o Mesom de Deus à entrada de Ordes, entom umha pequena freguesia, justo ao pé da nova estrada entre a Corunha e Santiago, com a intençom de dar serviço às postas de correios e carrilanas que a atravessavam a diário. Com o tempo, o mesom deu nome […]