ESPAÇO BRASIL

Uma oportunidade para Galiza ou para a (Estrella) Galícia?

A cerveja Estrella Galícia estreia como patrocinadora no futebol brasileiro



estrella-corinthians

Um dos times mais populares do Brasil, o Sport Club Corinthians Paulista, chamado por sua imensa torcida de “Timão”, e a cervejaria Estrella Galícia assinaram no dia 6 de setembro um acordo de três anos de patrocínio, para estampar a logomarca da cervejaria em sua camisa.

O patrocínio determina a inserção da logomarca Estrella Galicia 0,0 (sem álcool) nas roupas de treino e de viagem dos jogadores;  e também das demais marcas Estrella Galicia, EG 0,0, Cabreiroá e Magma de Cabreiroá (águas premium da empresa) na sala de imprensa do clube; comercialização de cerveja e águas no Parque São Jorge e ações promocionais com torcedores.

A marca é patrocinadora oficial do Desportivo da Corunha e do Celta de Vigo, clubes da Galiza. Presente em mais de 50 países, sendo o Brasil o segundo maior mercado depois da Espanha, o projeto da cervejaria era desenvolver localmente um projeto de futebol.

A Galiza e a Galicia

Como resultado da entrada da empresa no futebol brasileiro, teremos o despertar da curiosidade sobre e a origem do patrocinador e do seu nome, começando com a “estrella” que, apesar de ter seu sentido óbvio para os luso-falantes, no Brasil (e em toda lusofonia) escreve-se e fala-se “estrela”, sem uso de letras dobradas.

E o patrocínio pode trazer outra dificuldade para o movimento reintegracionista. Milhões de torcedores ficarão mais familiarizados com o termo espanhol Galicia, em detrimento de Galiza, utilizado pela lusofonia e admitido pela Associação Galega da Língua e por todo o movimento.

O time dos galegos em São Paulo

Dados da Wikipédia destacam que o Sport Club Corinthians Paulista,conhecido como Corinthians, e carinhosamente chamado por seus mais de 33 milhões de torcedores de “Timão”,  é um clube multiesportivo brasileiro sediado na cidade de São Paulo.

Foi fundado como uma equipe de futebol no dia 1º de setembro de 1910 por um grupo de operários do bairro Bom Retiro (região central de São Paulo). Seu nome foi inspirado no Corinthian FC de Londres, que excursionava pelo Brasil, sendo chamado pela imprensa brasileira da época de Corinthian’s team.

Pela localização e características populares, o time foi rapidamente abraçado pela grande multidão de estrangeiros que chegavam ao Brasil, no início do século XX, entre eles os galegos.

Na torcida, conhecida como “Fiel” e também como “bando de loucos”, estão celebridades como Presidente Luis Inácio Lula da Silva, os pilotos de Fórmula 1 Ayrton Senna, Emerson Fitipaldi e Rubens Barrichello, o multi-campeão de skate Bob Burnquist, os músicos Toquinho, Criolo, Rita Lee e Tom Zé, entre tantos outros.

O clube detém dois títulos mundiais (2000 e 2012), 1 Copa Libertadores da América (2012), 1 Recopa Sul-Americana (2013), 6 títulos do Campeonato Brasileiro, três da Copa do Brasil, 1 da Super Copa do Brasil e 5 troféus do Torneio Rio-São Paulo e 27 títulos do Campeonato Paulista (Estadual)

 

José Carlos da Silva

Desde 2008, José Carlos da Silva é correspondente do PGL no Brasil. Residente em Campinas (São Paulo), é produtor cultural e periodista. Como produtor cultural trabalha pela difusão da cultura caipira, que tem na viola de 10 cordas, sua maior expressão.

 

 

 


PUBLICIDADE

  • Ernesto V. Souza

    Fica claro… “Galicia, si”…. Galiza [ainda] não… 😉

  • abanhos

    bem interessante.
    No de estrela não há problema. para todo lusófono o duplo ll pronuncia-se como um L

    o de Galicia no Brasil isso já é outra cousa,
    Além do que nos pensamos, no Brasil o termo Galiza identifica popularmente o norte de Portugal, e distinguem-no da Galícia (espanha (castela/espanha)).

  • potanonimomain

    Galícia é uma região da Polônia e da Ucraina.