ATRAVÉS das leitoras

Mário J. Herrero Valeiro recomenda ‘Os passos da procura’ de Celso Alvarez Cáccamo



O poeta e tradutor Mário J. Herrero Valeiro recomenda-nos a leitura duma peça que abrange vinte anos de poesia (1997-2017) de Celso Álvarez Cáccamo.

Ao longo das suas páginas diz-nos isto é, isto fomos. Dá-nos certezas incómodas sobre o passar do tempo, produto dum dilatado percurso. Os Passos da Procura apresenta-se-nos como um livro bem assentado e tranquilo, idoso, por mor dos muitos anos desde a sua conceção até a sua publicação, um tempo que a própria obra semelhou exigir. Diz o autor que “em horas como esta as casas antigas contêm tal nostalgia que são todas a mesma”, e não deixa de no-lo confirmar ao longo do livro. Através da névoa que nos amostra veremos as lembranças, as suas e também as nossas. Pergunta-nos também, o que será isto? O autor remove por dentro as nossas emoções e vivências, porém mantém-nos no presente olhando ao futuro. Abre as casas velhas de todas nós e convida-nos: “Reunamo-nos […]/ Não é tarde para reentrar na casa / onde a memória do lume permanece”.

Mário Herrero Valeiro

Mário Herrero Valeiro

Mário J. Herrero Valeiro (Crunha, 1968) é Licenciado em Filologia Hispânica pola Universidade de Santiago de Compostela e Doutor em Filologia Hispânica pola Universidade da Crunha. É Tradutor Juramentado de Português e tradutor profissional. Como sociolinguista, publicou numerosos artigos e os livros Guerra de grafias, conflito de elites na Galiza contemporânea (Através Editora, 2011) e A normalização linguística, uma ilusão necessária. A substituição do galego e a normalização do espanhol na Galiza contemporânea (Através Editora, 2015). Como poeta, é autor dos livros No limiar do silêncio. Poemas da estrangeirice (VII Prémio de Poesia Espiral Maior, Espiral Maior 1999), Cartografia da Atrocidade (Edições Tema, 2001), A Vida Extrema (ArcosOnline, edição eletrónica, 2005. Palavra Comum, edição eletrónica, 2016), Outra Vida. 22 poemas, uma confissão e um esclarecimento (Através Editora, 2013), Da vida conclusa (II Prémio de Poesia O Figurante e Prémio de Poesia Glória de Sant’Anna 2015, O Figurante Edicións, 2014), e A Razão do Perverso (Ajuste de Contas) (X Prémio de Poesia Erótica Illas Sisargas, Caldeirón, 2016).
Mário Herrero Valeiro

Latest posts by Mário Herrero Valeiro (see all)

 

 


PUBLICIDADE