Hipe-hope em galego da mão de Thomas Dylan e ‘Chove’

Nova produçom da editora galega de música independente Língua Nativa



Thomas Dylan - ChoveA editora galega de música independente Língua Nativa apresenta um novo trabalho: Chove, de Thomas Dylan.

Thomas Dylan Harris Garcia é um multifacetado artista de Paços de Borbém, ainda que residente em Vigo. Na cidade olívica realizou estudos de imagem e publicidade e logo começou a trabalhar para produtoras importantes do audiovisual galego. Precisamente, na atualidade trabalha como técnico em audiovisuais.

O autor de Chove iniciou-se no mundo da música como locutor do programa de hipe-hope «O2» da Rádio Redondela e, anos mais tarde, como artista musical canda o grupo Nubes de Pedra, com que lançou o álbun titulado Claroscuro. O facto da sua obra estar em galego atraíu o interesse da discográfica Língua Nativa, aparecendo no primeiro álbum da mesma com a cançom «Para sempre calar», junto artistas de Portugal e Angola, entre outros países.

Thomas Dylan é fundador do coletivo de hipe-hope viguês Verso Libre, no qual para além de artista musical desenvolve a sua faceta de videomaker.

Chove

Thomas Dylan Harris GarciaChove é um álbume nascido em 2014 que gira por volta de um conceito audiovisual criado por Thomas Dylan –vocalista–, Frank Genio en la Sombra e 2Pas0s –produtores–, Ichi –DJ– e Javi H –fotógrafo–. O disco contém dez canções ilustradas com fotografias tiradas no último ano por Javi H, respeitando e expondo a temática de cada umha delas. Ainda, o projeto vem documentado com vídeos tocando em direto.

O álbum, editado em vinil e CD, será apresentado pola Língua Nativa e Verso Libre a 1 de setembro.

 


PUBLICIDADE