LUSOPATIA

Eu fiz? eu fez*? ele estive*? ele esteve?



Como hoje é o Dia das Bruxas e amanhã Todos os Santos, vamos com coisas que me fazem arrepiar:

  1. que o Ç apareça antes de um E ou um I. Nãaaaaoooo, horror! Sabem que Ç apenas pode ir com A, O ou U: caçar, poço, açúcar.
  2. erros na conjugação da P1 e P3 do Pretérito Perfeito Simples de Ter, Estar e Fazer. Vou falar hoje disto, porque o ponto 1 já o tentei resolver em post anteriores.

O Pretérito Perfeito Simples é o tempo que usamos para exprimir ações no passado que já concluíram: eu coloquei, tu trouxeste, ela caminhou…

Como são estas formas verbais para os verbos Fazer, Ter e Estar? são muito parecidas na P1 e P3 e disto vêm muitos erros nos falantes que aprendem pela primeira vez.

O esquema que podemos encontrar é este:

passadosfotos

Vendo esta tabela, um dia pensei numa regra mnemónica e entre os meus alunos e alunas foi também de grande ajuda. Se temos dúvidas entre Ele fez/fiz temos que pensar que o pronome Ele tem dois E e que na P3 destas formas é onde mais letras E aparecem ElE tEve, estEvE, fEz. Parece coisa parva, mas ajuda bastante.

E como o São Martinho anda perto…deixo-vos com esta imagem  😉

fiz-nada


PUBLICIDADE

  • http://pgl.gal Valentim R. Fagim

    Outra forma de encarar é comparar com as formas galegas atuais:

    eu fiz / figem eu pus / pugem eu estive/ estivem

    As formas da 1.ª pessoas são as mais próximas das formas orais atuais na Galiza enquanto os da 3.ª são as mais distantes: fez, pôs, esteve

    Ora, adorei essa regra mnemônica.