Eucaliptos e Patrimonio na Galiza.



Nos dias 6,e 7 de dezembro estivemos em Bruxelas. Uma delegação de mais de 20 associações galegas que defendem o Património Cultural e Natural da Galiza. Convidadas por Lidia Senra, de AGE que está inclusa no grupo Parlamentar europeu GUE/NGL, Os Verdes.

A procedência geográfica foi variada. Desde Ortegal ao Minho. Só faltou Ourense, mas a nossa fouce fizemos rebrilar como dizem os versos de Cabanilhas.

adela-02-parlamento-2017
Diferentes grupos e diferentes sensibilidades. E uma unanimidade. A defesa do nosso Patrimonio.
A plantação massiva de eucaliptos para ocuparem os nossos montes, os antigos prados e terras de labor,as velhas fragas substituindo carvalheiras e soutos e as beiras dos nossos rios e regatos, destruindo o bosque de ribeira, é uma desfeita da nossa natureza e do nosso património. Porque para além do deterioro ambiental que isso supõe as maquinarias empregadas para os trabalhos de corta e reflorestação são agressivas e nada respeitam: Mámoas, castros, petróglifos, tudo fica arrasado ao passo das pás e escavadoras utilizadas. Pistas florestais abertas por onde convém ao cluster da madeira mudam as escorrentias e favorecem a erosão das ladeiras. Isto tudo diante da passividade da administração galega, perante a que se têm feito inúmeras denuncias por incumprimento da normativa vigente por parte dos madeireiros.

Mais de 300 denuncias leva feito ADEGA e Marinha Património neste ano e poucas foram respostas e quase nenhuma aplicada a legislação.

adela-parlamento-2017

Isso tudo foi denunciado perante o Parlamento Europeu e esperamos que acabe por ter resposta no sentido a termos um maior respeito pela nossa cultura o nosso ambiente e as nossas Raizes.ADEGA apresentou um informe detalhado da situação incluindo as numerosas denuncias feitas. Eira da Xoana ( Fundação Eira) apresentou um informe sobre o perigo que supõe acossar as nascentes dos rios por massivas plantações de Eucaliptos. Cousa de Raizes apresentou a ILP em defesa dos Montes galegos que irá pronto procurar as vossas assinaturas.

Em particular, reclamamos atenção para o Pedregal de Irimia , nascentes do Rio Minho que está a ficar apagado polas árvores que crescem rapidamente a custo das suas jovens águas. Isso irá por em risco o caudal total deste rio tão emblemático para a Galiza e Portugal e fazer irá desaparecer o Pedregal, para o que reclamamos a Figura de proteccção Categoria de Monumento Natural.

 

ANEXO eucaliptos-bruxelas-1


Associações que foram a Bruxelas :

A EIRA DA XOANA
ADEGA
AGROMA SOBER – ASOCIACIÓN VECIÑAL DE BARANTES – COLADO DO VENTO
ANOVA TERRA
ANOVA TERRA
ASOCIACIÓN [email protected] DA HISTORIADEGALICIA.GAL
ASOCIACIÓN AMIGOS DO PATRIMONIO DE CASTROVERDE
ASOCIACIÓN CULTURAL IRMANDADE DE SANTO ESTEVO
ASOCIACIÓN MARIÑA PATRIMONIO
ASOCIACIÓN NORDÉS
CDP A FORNEIRIÑA
COLECTIVO A RULA
COLECTIVO AGROCUIR DA ULLOA – COUSA DE RAÍCES
COMUNIDADE DE MONTES VECIÑAIS EN MAN COMÚN DE SALCEDO
COUSA DE RAÍCES- ASOCIACIÓN POLA DEFENSA DA RÍA
COUSA DE RAÍCES-ASOCIACIÓN PARA O FOMENTO DO DESEÑO SOSTIBLE KUNTERBUNT
IRMANDADE ILLA DE TAMBO
SINDICATO LABREGO GALEGO
SOCIEDADE ANTROPOLÓXICA GALEGA (SAGA)
SOS ARTE RUPESTRE GALEGA
UMIA VIVO

 

Adela Figueroa Panisse

Adela Figueroa Panisse

Adela Clorinda Figueroa Panisse é de Lugo (Galiza), fazedora de versos, observadora do mundo e cuidadora de amizades. Trabalhadora no ambientalismo e na criatividade da palavra. Foi professora e lutadora pela recuperação da dignidade da Galiza e, ainda, pela solidariedade entre os seres humanos e a sua reconciliação com a terra. Gosta de rir, cantar e de contar contos. Também de escutar histórias, de preferência ternas e de humor.
Adela Figueroa Panisse

Latest posts by Adela Figueroa Panisse (see all)


PUBLICIDADE