Poderá-se participar virtual e presencialmente

Dia do Orgulho Lusista e Reintegrata (DdoOLeR) 2016

A madrinha desta ediçom é Noemi Vázquez Nogueiras, propietária da melhor sala de concertos da Galiza



Cartaz DdoOLeR 2016

Cartaz DdoOLeR 2016

Esta quarta-feira, 25 de maio, o ludo-reintegracionismo galego celebrará, polo décimo ano consecutivo, o seu evento mais lúdico: o Dia do Orgulho Lusista e Reintegrata (DdoOLeR). Esta celebraçom coincide com o XVI Dia Internacional da Toalha, homenagem póstuma anual ao saudoso criador d’O Guia do Mochileiro das Galáxias, Douglas Adams.

Haverá duas maneiras de participar no evento (perfeitamente compatíveis entre si), umha presencial e umha outra virtual.

Pode-se participar virtualmente publicando até o fim do dia de hoje um auto-retrato da pessoa devidamente entoalhada e, se possível, exibindo algum outro fetiche lusófono (um galo de Barcelos, um dicionário, umha garrafa de vinho do Porto…) nas redes sociais. A imagem irá acompanhada das palavras-chave #diadatoalha e #ddooler2016 (para o Lusomundo) e #towelday e #towelselfie (para o resto do planeta).

Já presencialmente, haverá um encontro marcado para as 21h00 GMT+2 (hora espanhola, menos umha hora na Galiza e Portugal) na “Taberna da República do Couto Misto” (antes “As Duas” e o “Insônia” muito antes), local sediado na praça da Oliveira n.º 3, em Compostela. Lá poderá-se escuitar o discurso da madrinha desta ediçom, Noemi Vázquez Nogueiras, proprietária d’A Arca da Noe (este mesmo mês ganhou o Prémio Martim Codax à Melhor Sala de Concertos) e curtir música, bebidas e petiscos autenticamente portugueses. Da organizaçom assinalam que embora o Couto Misto geográfico esteja na Raia Seca, «nom esqueças a toalha quando vinheres».

DdoOLeR é mundial!

O DdoOLeR forma parte dos atos oficiais do Towel Day, como se pode ver no site TowelDay.Org.

A madrinha: Noemi Nogueiras

Noemi Vázquez Nogueiras nasceu em 23 de agosto de 1982. É licenciada em Filologia Galega e em Filologia Portuguesa pola USC, tem um mestrado em Serviços Culturais também pola USC. Em 2005 começa a dar aulas de português para academias, sindicatos, associações e na Universidade de Vigo-Polo de Ourense. Também fizo traduções e foi docente dos Ops (O português Simples) .

Desde 2002 está envolvida no ativismo linguístico e cultural com diferentes responsabilidades no MDL (Movimento Defesa da Língua), na Associação Cultural “A Esmorga” de Ourense, na Pró- AGLP e na AGAL.

Tem organizado eventos culturais como o “Português Perto, aquelas nossas músicas”, que vai pola V ediçom, na Universidade de Vigo-Campus de Ourense; ou o Festival “Estou Lá”, dentro dos Colóquios da Lusofonia, realizados em Ourense em outubro de 2012.

Em 2011 constrói e abre com um sócio a taberna cultural “A Corte dos Bois” em Santa Ana (Sandiás – A Límia), chegando a ser um local de referência cultural. Em agosto de 2014 inaugura um novo local cultural em Vilar de Santos (A Límia) “A Arca da Noe”.

Com apenas dous anos de trajetória, neste 2016 A Arca da Noe vem de ser galardoada nos 3.ºs Prémios Martim Codax da Música na categoria de Melhor Sala de Concertos.

+ Mais informações:


PUBLICIDADE

  • Suso Sanmartin

    Feliz Dia do Orgulho Lusista e Reintegrata (DdoOLeR) e Dia Internacional da Toalha, rapaziada!!!

    • Ernesto V. Souza

      a proper cup of tea…please…