AGAL

  • Teresa Moure: ” Um elefante no armário é um romance sobre a verdade”

    Já nas livrarias o novo romance de Teresa Moure, “Um Elefante no armário“, publicado mais uma vez na Através editora. Teresa  Crisanta Pilhado entrevista a respeito a autora para o PGL. ** Na apresentação pública do teu romance na Culturgal fizeste menção ao reto que para ti supus alcançar uma escrita menos barroquizante. Poderias precisar […]

  • Diego Bernal & Valentim Fagim: “A questom é, interessa ao povo galego salvar a sua língua?”

    Através editora apresenta: ‘Remédios para o galego’ miscelánea de remédios, recomedados por Diego Bernal e Valentim Fagim, para ler antes de dormir. Aproveitando a publicação no PGL entrevistamos os autores.

  • AGAL na Culturgal

      Para além da própria assembleia da associaçom reintegracionista que decorreu no Paço de Ponte Vedra, também fôrom organizados outros eventos na Culturgal, como o lançamento do livro de Teresa Moure ‘Um Elefante no Armário‘, o visionamento do filme Porta para o Exterior, o lecionamento de umha aula zero de Cursos aPorto, e a realizaçom […]

  • A AGAL recebe ajuda à contratação por conta alheia

    A Associaçom Galega da Língua (AGAL) recebeu uma ajuda à contratação indefinida inicial de uma pessoa trabalhadora. A subvenção, por valor de 6.412,50 €, foi concedida pola Conselharia de Economia, Emprego e Indústria da Junta da Galiza dentro do Programa TR344A de Incentivos à Contratação Indefinida Inicial de pessoas de mais de 30 anos que […]

  • AGAL priorizará “galego internacional” para definir o seu modelo de língua

    Perto de 30 só[email protected] assistírom à última assembleia ordinária da AGAL realizada em Ponte Vedra na sequência d’A Culturgal, feira que agora terá género feminino como piscadela à convergência linguística galego-portuguesa. Na feira, pola parte da associaçom reintegracionista, para além da própria assembleia, também fôrom organizados outros eventos, como o lançamento do livro de Teresa […]

  • LANÇAMENTO DE UM ELEFANTE NO ARMÁRIO

      Na mitologia da nossa época não faz sentido a procura da verdade; apenas é aceite a existência de pontos de vista. Teimamos em multiplicar a confusão. No entanto, deveria ser proibido pronunciar parvoíces contraditórias como declinar verdade em plural, verdades, para lhe negar a singularidade, esse fulgor. O pessoal ofusca-se com a ideia de […]

  • AGAL quer orientar Lusofonia para uso da toponímia galega (corrigido)

    AGAL quer orientar Lusofonia para uso da toponímia galega   A Comissom Linguística da AGAL está-se a dirigir a meios de comunicação e editoriais portugueses para os orientar no uso correto da toponímia galega, oferecendo-lhes a possibilidade de se usarem as formas oficiais (isto é, as galegas com ortografia do castelhano) ou as galegas adaptadas […]

  • Santiago Quiroga: “Quanto menor é a idade, maior é o grau de espanholizaçom das crianças”

    Valentim Fagim entrevista Santiago Quiroga García professor de primária em Boqueixom, ativista da escola Semente que visualiza como um percurso vital nom apenas das crianças como também dos adultos.

  • AGAL quer orientar Lusofonia para uso da toponímia galega

    AGAL quer orientar Lusofonia para uso da toponímia galega   A Comissom Linguística da AGAL está-se a dirigir a meios de comunicação e editoriais portugueses para os orientar no uso correto da toponímia galega, oferecendo-lhes a possibilidade de se usarem as formas oficiais (isto é, as galegas com ortografia do castelhano) ou as galegas adaptadas […]

  • Marcos Maceira: “O discurso reintegracionista conseguiu importantes avanços em como é percebido socialmente”

    Eduardo S. Maragoto entrevista Marcos Maceira, presidente d’A Mesa, sócio da AGAL há um ano, destaca o momento atual do reintegracionismo e até anuncia ações conjuntas por parte das duas associações.