Opiniom

  • 15 palavras brasileiras que atrapalham galegos e portugueses

    1.-Bala Rio de Janeiro tem fama de cidade perigosa. Devo dizer que foi lá onde por primeira vez me oferecêrom umha bala. Nom foi um narcotraficante de Cidade de Deus, nem um polícia do BOPE, senom umha amável velhinha que com voz cándida repetia, -tem certeza que você não quer umha bala? Eu, medonho e […]

  • Juventude musical num palácio de indeciso sabor português

    Tivem sempre paixom pola música. Quando adolescente, nos anos finais do bacharelato, formei parte dum grupo de pulso e palheta, que em Espanha chamam rondalha, onde pugnava por tirar sons da mandolina que, como é sabido, afina como o violino. Logo já em Madrid, quando iniciei os estudos de engenharia, abandonei a prática da corda […]

  • Pondal, 2017

      Para José Inácio Regueiro, “no brando azul” No início do verão o diretor da revista portuguesa Nova Águia pediu-me para escrever uma evocação de Eduardo Pondal no centenário da sua morte. Como sempre que me aventuro em um artigo para divulgar algum aspeto da cultura galega, procurei relacionar a obra de Pondal com vários […]

  • Sois uns imperialistas fracassados

    (Dedicado a Suso de Toro com a minha admiração. Ainda nom está todo perdido)   “E diríalles máis: Prohibíchedes o galego nas escolas para producir no espíritu dos nosos rapaces un complexo de inferioridade, facéndolles crer que falar galego era falar mal e que falar castelán era falar ben. Expulsáchedes o galego das igrexas, facendo […]

  • Espanha em involução

    Estamos agora num novo e crucial momento histórico para Espanha e infelizmente de novo a tendência autoritária se impõe acima da flexibilidade e o dialogo. Mas isto não parece ser uma exceção na historia penínsular, desde começo da vitoria do reino de Castela e, o inicio da imposição da supremacia centralista no século XV. Percalços, […]

  • Ódio do cristianismo contra a ciência

    Escutei faz pouco a um teólogo católico que afirmava que Deus joga aos dados. Surpreendeu-me ouvir esta afirmação, não por ela mesma senão por provir de alguém que, como clérigo em exercício, deve aceitar todos os dogmas da Igreja, ou polo menos justificar o seu sentido e/ou a sua interpretação. A proposição que afirma que […]

  • A nossa língua da cabeça aos pés

    Pé do latim pedem significa, nos diferentes padrons de galego-português, as extremidades inferiores das pernas dos seres humanos. Um bom exemplo visual é o pé gigante do Abaporu da pintora modernista Tarsila do Amaral, o quadro mais representativo da pintura brasileira. No entanto, as línguas mudam com o passar do tempo e no português brasileiro […]

  • Apagar as vozes dissidentes

      Soa no meu ipod o famoso tema de Soziedad Alkohólica “Piedra, papel, tijera”, que evoca aquele jogo infantil com o que tirávamos a sorte quem começava a escolha de jogadores anterior a um jogo de futebol na rua ou nalgum campo da contorna do bairro ferroläo do Cavalo Branco, onde mora ainda a minha […]

  • APOCALIPSE!!!

      Arde Galiza por todos os lados. Não é uma afirmação retórica, é real. Chandrexa de Queixa, Triacastela, Samos, Ponteareas, Monterrei, Vilar de Vos Folgoso do Courel,tudo está em chamas. Desde Ortegal ao Minho como nos versos de Cabanilhas! A Xunta publica na paxina de Medio Rural que reforça os efectivos na fronteira para que […]

  • A decadência da Espanha

    “Sus aderezos de guerra son todos de hierro: de hierro se visten, hierro ponen como capacete a sus cabezas, hierro son sus espadas, hierro sus arcos, hierro sus escudos, hierro sus lanzas.” (Miguel León Portillo –do livro: “La Visión de los vencidos”, pag. 42) Com a chegada em 1519 de Hernam Cortes, a México, inicia-se […]