Opiniom

  • A Monarquia em Ortega (e IV)

    Esmorecimento do seu republicanismo   Em outubro de 1932, a Asociación al Servicio de la República, com muita pena e pouca glória anuncia a sua dissolução por considerar que a República estava já consolidada, e que tinha conseguido o seu objetivo, ainda que, em realidade, não conseguisse nenhum. Agora Ortega dedica-se a sentenciar por livre. […]

  • Origem do Termo Hespanha. Historicidade do termo (e III)

    Como foi o facto do Reino de Castela se apropriar do nome (H)espanha. Quais as causas favorecedoras disso? Introdução Se um dizer que Portugal apresentou protesto diplomático em 1833, quando o estado peninsular que não é Portugal se definiu como Espanha, por se atribuir Castela (e suas dependências), um nome que pertencia a todos os […]

  • Ser ou não ser

    Não posso escrever nada sobre isto do ‘feminismo’ e menos dos feminicídios (que não são o mesmo que os formicídios por muito que alguns queiram), não tenho legitimidade nenhuma. Ao mesmo tempo não posso calar. Não quero nem penso calar. Não quereria que calássemos. Não quero espaços fechados, não quero compartimentos separados, não gosto dos […]

  • E tudo está no cântico primeiro

    Há dous motivos de conversa que me avisam de que estou entre galegos: os marcos e as genealogias. Se faço memória pessoal, reconheço que uma das aprendizagens mais difíceis da minha vida, já longe da Galiza, foi habituar-me a que dizer “sou neta de Carme a cotovia” ou “criei-me na Agra do Orçám” não tivesse […]

  • A incrível história secreta da língua portuguesa

    À partida, certos assuntos parecem nom render boa literatura. Com certeza, temas filológicos, gramaticais ou lingüísticos estariam entre eles. Porém, o português Marco Neves acaba de demonstrar o contrário com a publicaçom do original romance A incrível história secreta da língua portuguesa. O autor é professor na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa […]