Análise

  • O mundo é um moinho. 10 palavras rurais galegas emigradas às metrópoles brasileiras

    Foi Cartola, operário carioca e um dos maiores sambistas da história, quem comparou o mundo com um moinho: “Vai triturar teus sonhos, tão mesquinho, vai reduzir as ilusões a pó” advertia com toda a dureza e sinceridade de quem cresceu e morreu pobre. O moinho, devido à sua importáncia na sociedade agrária, ocupou até há […]

  • Minha Pátria é Minha Língua: Identidade e Sistema Literário na Galiza

    Otto Leopoldo Winck, velho amigo da Galiza, apresenta estes dias o ensaio Minha Pátria é Minha Língua: Identidade e Sistema Literário na Galiza. A obra debruça-se sobre a noção de identidade cultural detendo-se sobre o conceito de “comunidade imaginada” de Benedict Anderson. Daí, depois de um mergulho na história da Galiza e nas origens de seu […]

  • Assim falava Burbur

    Em 2017 comemora-se o 120 aniversário do encontro entre Antonio Udina, alcumado Burbur (o derradeiro falante de dálmata) e M. G. Bartoli (o linguista que realizou o estudo mais importante sobre essa língua, que recolheu na sua obra “Das Dalmatische“). O Centro de Cultura de Krk (a ilha onde nasceu António Udina) celebrará-o com um […]

  • A proposta de confluência ortográfica da AGAL, umha leitura dissidente

    Esperava com muito interesse o anunciado prontuário ortográfico da AGAL que lim ao direito com toda atençom. O opúsculo sintetiza em forma clara e concisa a “normativa de confluência” aprovado em assembleia da Associaçom de 3 de dezembro de 2006. O propósito perseguido era fixar um padrom ortográfico de carácter normativo com pretensom de estabilidade […]

  • A LIBERDADE DE IMPRENSA BASE DA DEMOCRACIA

        Comemorado em 3 de maio, o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa está impulsionando atividades em todo o mundo com o objetivo de avançar o debate sobre os meios de comunicação. A data é inspirada na Declaração Universal dos Direitos Humanos e tem o objetivo de evidenciar a necessidade de independência da mídia como […]

  • Dia da Língua Portuguesa e Cultura na CPLP na Gala inaugural do VI Festival Primavera do Cine em Vigo

    Este ano, as comemorações do Dia da Língua Portuguesa e Cultura na CPLP terão uma dinâmica muito especial: a gala inaugural do VI Festival Primavera do Cine em Vigo ser-lhe-á inteiramente dedicada. Este Festival tem desempenhado um papel muito relevante na promoção do cinema lusófono na Galiza, tendo uma seção oficial lusófona. O Grupo de […]

  • Como medir o uso do infinitivo flexionado?

    Dentro das línguas românicas, o infinitivo flexionado ou pessoal é exclusivo do galego-português e talvez também do sardo-logudorês, falado na ilha de Sardenha. De facto, estes são os únicos casos de infinitivos com flexão em número e pessoa dentro da grande família indo-europeia. Fora desta família linguística, só o húngaro, da família urálica, possui flexão […]

  • Cravos vermelhos no IES nº1 da Estrada

    Manuel Meixide resenha para o PGL a Semana da Lusofonia no IES nº 1 da Estrada (24-28 de abril).

  • Origem do Termo Hespanha. Historicidade do termo (II)

    Como foi o facto do Reino de Castela se apropriar do nome (H)espanha. Quais as causas favorecedoras disso?   Introdução Se se dizer que Portugal apresentou protesto diplomático em 1833, quando o estado peninsular que não é Portugal se definiu como Espanha, por se atribuir Castela (e suas dependências), um nome que pertencia a todos […]

  • Programação Maio no Centro de Estudos Galegos – U. Nova de Lisboa

    O Centro de Estudos Galegos tem o prazer de convidar-vos a aula aberta que se celebrará o vindouro 3 de maio, na sala 003 às 10 horas, com o Emílio Cambeiro, antigo professor do Centro de Estudos Galegos da FCSH e profissional da tradução, falar-nos-á da visão da Galiza em Portugal, nomeadamente em Lisboa, Minho […]