Análise

  • Elias Torres, Roberto Samartim: “Os agentes que se movem polo sistema cultural galego estão relativamente cómodos nas suas respetivas tradições ”

    Teresa Pilhado entrevista de Elias J. Torres Feijó e Roberto Samartim, autores de “Sobre conflito lingüístico e planificação cultural na Galiza contemporánea”, novidade da Através editora.

  • Conversas com a Língua

    A Comissom de Defesa da Língua da Gentalha do Pichel lança o seu programa radiofónico “Conversas com a Língua” que se estreia com umha entretida entrevista com Pio, de Komic Librería, especializada em banda desenhada e referente em Compostela e no país. Com ele falamos sobre os começos da banda desenhada na Galiza, assi como a sua […]

  • Retificar para ratificar o Acordo Ortográfico

    No dia 10 de outubro, em entrevista coletiva com a imprensa,  Filipe Zau, reitor da Universidade Independente de Angola e membro da AAL, recomendou que o governo angolano não ratifique o Acordo Ortográfico, de 1990. A Academia Angolana de Letras – AAL – foi criada em setembro de 2016 e conta com 43 membros, após […]

  • Ordem 73

    * Re-publico este texto, escrito sem muitas mais pretensões que refletir um bocadinho pessoalmente, e que não passa de um depoimento um tanto friqui, no PGL, a petição de um bom número de amizades que acharam interessante divulgar um bocadinho mais e por perto, nomeadamente para aquela gente que – eu próprio – não temos […]

  • 20º aniversário Centro Cultural Português Camões em Vigo

    Em 1998 abria as portas a então chamada Casa de Portugal, albergada pelo conjunto de edificações conhecido por “Casa Arines” (nome da última família proprietária da casa até se tornar pública) – composto pela “Casa-Torre de Pazos-Figueroa” (inícios séc. XVI – 1579) e a “Casa de Ceta” (finais séc. XV – 1490) e que são […]

  • LUÍS BRAILLE, CRIADOR DO MÉTODO DE LEITURA PARA INVISUAIS

    O dia 15 de outubro comemora-se o Dia Internacional do Bastão Branco, que no Brasil se denomina “Da Bengala Branca”. As grandes ideias muitas vezes levam séculos até que se formem e se estabeleçam de vez. A bengala branca, um apoio agora universal e indispensável para os cegos, seguiu este caminho. Ela passou a ter […]

  • Ouveios suevos

    Em praticamente todos os nomes de lugar que rematam en –ulfe ou –ufe, ressoam os últimos ouveios dos suevos, já que som topónimos que se devem à antiga palavra germánica wulf ‘lobo’, e se encontram concentrados na Península Ibérica quase exclusivamente no território do antigo Reino da Galiza. O étimo resulta hoje mais do que […]

  • Brasil em Eleições

    * Este texto surgiu trás algumas conversas com amigos do Brasil e da Galiza. Foi como uma resposta a questão de: que está acontecer nas eleições brasileiras? O por quê da sua importância? Em minha humilde opinião, as eleições do Brasil, tomaram já uma deriva geopolítica global. Steve Bannon, antigo assessor do presidente Trump – […]

  • Rede da Galilusofonia

    Sexta feira, 12 de outubro de 2018, celebrou-se uma reunião no Paço da Cultura de Ponte-Vedra, no contexto do Cantos na Maré, sendo promotores Gonçalo Constela (EOI Compostela, aRi[t]mar) e o Vítor Belho da organização do Cantos da Maré, com a proposta de constituir uma “Rede da GaliLusofonia”. Assistiram, por ordem de intervenção, as entidades e […]

  • ‘Livros que nom lê ninguém’ em versom eletrónica gratuita

    O investigador e crítico Isaac Lourido lançou em 2014 sob o carimbo da Através Editora Livros que nom lê ninguém, compilaçom de artigos, alguns inéditos, outros publicados com anterioridade em diferentes meios, em que apresentava umhas sugestivas linhas de análise no estudo da poesia galega através das suas funçons como discurso social e cultural e […]