Análise

  • BADEN-POWELL, O CRIADOR DO MOVIMENTO ESCOTEIRO

    O dia 12 de julho celebra-se o “Dia Internacional da Juventude”, e o 9 o “Dia Internacional dos Povos Indígenas”. Dentro da série que estou a dedicar a grandes vultos da humanidade, para que os conheçam todos os escolares, acho que Baden-Powell é o mais indicado para comemorar estas jornadas internacionais. O depoimento que a […]

  • Um lugar na língua para o nosso primeiro reino

        A Mesa pola Normalización Linguística e a AGAL estám a desenvolver umha campanha para recuperar o sistema tradicional do galego-português para nomear os dias da semana: por “feiras”. A Galiza, junto com os países de língua portuguesa, foi o único territóriodo mundo em que sobreviveu o sistema cristão de denominar os dias da […]

  • VI CERTAME DE POESIA MANUEL MARIA

    A Casa da Galiza em Guipúscoa organiza a sexta edição do Certame de Poesia em Língua Galega “Manuel Maria”. Os poemas apresentados devem ser inéditos e ter no máximo noventa versos e no mínimo quarenta, ou bem formar um conjunto de poemas de temática comum, não podendo exceder, neste caso, os cem versos. Tem de […]

  • Sementes à vista

    Poucos projetos como as Escolas Semente alcançárom um grau de simpatia tam alto. Perante o dramático facto de que, na maior parte do território, seja inviável a transmissom familiar da língua à seguinte geraçom, iniciativas como esta costumam ser bem-vindas. Há quarenta anos que estamos a aguardar inutilmente por uma mudança que normalize o uso […]

  • Umha pergunta para 40 anos

    Pouco a pouco fomos assumindo que, exceto nas zonas mais agrárias, o castelhano se tornou na língua habitual das crianças galegas, mesmo de muitas famílias que gostariam de passar o galego às seguintes gerações. Nom é nada que nom pudéssemos prever há 40 anos, mas de algumha forma agora também notamos que esta situaçom vai […]

  • ilusão retrospectiva

    Black Bishop: Push, that galician sconce can work out wonders. (Thomas Middleton: A Game at Chess, Act II, Scene ii, 242, 1624.) Quebras em sucessão, ostracismos consecutivos, imposições seguidas, destruições prolongadas. A história da Galiza, a partir de certa altura, é uma sucessão de desgaste, resistência, destruição, paciência e saqueio. Uma perda de centralidade e […]

  • Derrubar a velha Ideia Global

    Outra nova bolha de ativos ameaça o derrubo sistémico, trás a queda do pulmão económico de Wall Street e a city londrina em 2007/2008. Agora as empresas que se tem alimentado dos interesses zero – e os empréstimos estatais a baixo custo, que permitiam a recompra dos seus próprios ativos, mantendo à alça de modo […]

  • NIETO CABALLERO, CRIADOR DA 1ª ESCOLA NOVA DA AMÉRICA LATINA

    Continuando com a série dedicada a grandes vultos da humanidade, que iniciei com o grego Sócrates, e que é muito importante que os escolares de todos níveis conheçam, dedico o presente depoimento, que faz o nº 59 da série, a um grande pedagogo latino-americano, chamado Agustín Nieto Caballero (1889-1975), pois ele foi o criador da […]

  • Tore Janson : “Aqueles que exercem o poder numa sociedade geralmente tendem a favorecer a sua forma de uso da língua e a olhar para outras formas como secundárias ou indesejáveis”.

    Valentim Fagim entrevista Tore Janson (1936, Estocolmo), linguista e professor sueco, autor da última novidade da Através Editora: História das Línguas. Uma introdução.

  • As aldeias das leitoras (V): Cernadas

      Conta María Martínez Candal que o seu pai é de Cernadas, em Buscás, topónimo este que muitos explicam pola teoria divulgada por Moralejo Lasso segundo a qual proviria do latim *cinerata, ‘terra queimada’, em referência às roças do monte para debroçar a terra e fertilizá-lo com as próprias cinsas antes de sementar nela. A […]