Boa receçom de @emgalego, iniciativa de dicas lingüísticas da AGAL

Conta no Youtube da Através Produtora ultrapassa cem pessoas seguidoras; por sua parte, o perfil @emgalego tem quase 500 no Twitter



mosaico redes emgalegoEm pouco mais de um mês conseguiu umha boa receçom a inciativa da AGAL de compartilhar dicas lingüísticas através das redes sociais. Primeiro foi, em finais do passado dezembro, o lançamento do perfil no Twitter @emgalego, concibido já do primeiro momento como umha versom mais flexível do Consultório da Comissom Lingüística da associaçom. Duas semanas depois, foi anunciada a criaçom de umha lista de reproduçom para @emgalego no canal de Youtube da Através Produtora, marca audiovisual da AGAL.

@emgalego no Twitter

Graças à flexibilidade e rapidez —mas também obriga de síntese— que possibilita o Twitter, @emgalego divulga várias vezes por dia recomendações lingüísticas do mais diverso teor. Dicas que, na maior parte dos casos, serám de interesse para a maior parte das pessoas galego-falantes, nom apenas as reintegracionistas.

Mas a conta também interage como público e funciona, como se indicou, de maneira complementar ao Consultório.

Na hora de redigirmos estas linhas, @emgalego publicou quase trescentas mensagens e alcançou perto de 500 seguidores e seguidoras.

@emgalego no Youtube

No Youtube som as próprias pessoas as que publicam um vídeo com o intuito de compartilharem com a comunidade galego-falante as suas próprias dicas para um melhor uso da língua. Há exemplos, por enquanto, de restauraçom de palavras galegas que no dia-a-dia estám a ser substituídas por formas castelhanas ou, também, conselhos para eliminar castelhanismos desnecessários.

A conta no Youtube ultrapassou já as cem pessoas assinantes. Da equipa encorajam os interessados e interessadas a encaminharem as suas vídeo-dicas ao endereço eletrónico [email protected].


PUBLICIDADE

  • Mário J. Herrero Valeiro

    Mas não será Ogrobe? Pergunto…

  • Manuel Daponte

    Indo cara a Paredes de Coura há umha aldeia chamada Grove.

  • Diego Bernal

    Também há uma freguesia em Portugal chamada Corunha e na AGAL sempre se estabeleceu como padrão a forma Crunha, não sei bem o porquê…

    • http://www.madeiradeuz.org madeiradeuz

      Acho que na AGAL nunca se «estabeleceu» *Crunha (mas é certo que tem havido muitas hesitações). De facto, no e-Estraviz vemos o gentílico «corunhês», que remete à Corunha: http://estraviz.org/corunh%C3%AAs

  • P Bonilla

    Parabéns pola iniciativa. Gosto muito do vosso site, especialmente dos artigos de Isabel Rei.

  • http://www.madeiradeuz.org madeiradeuz

    São iniciativas assim que precisamos 🙂