Todos os artigos de Ramom Varela Punhal

Nascido em Carvalho em 1942. Estudoi Teologia na Universidade Pontifícia de Salamanca, e Liturgia no Instituto Superior de Pastoral, em Madrid; Filosofia na Universidade de Pamplona e Filosofia, Psicologia e Organização do Trabalho na Universidade de Lovaina, Bélgica. Doutor em Filosofia pela Universidade de Santiago. Catedrático de Filosofia reformado.
  • Proibição da leitura e traduções vernáculas da Bíblia (II)

    A proibição estende-se por Inglaterra e Alemanha No século XIV a Igreja passa por uma crise de corrupção generalizada, que se traduzia, a partir deste século, numa obscena simonia para fazer frente ao financiamento eclesial, entre outras cousas, para a construção da Basílica de São Pedro. No seu seio surge o movimento dos Reformados ou […]

  • Proibição da leitura e traduções vernáculas da Bíblia (I)

    Não saber mais do que convém Faz uns dias topei-me polas ruas da velha Compostela um ilustre teólogo que me perguntou que fazia. Respondi-lhe que terminara um novo livro também sobre o cristianismo. Perguntou-me o título e disse-lhe que não ia gostar; que se vai titular O cristianismo contra a razão. A sua reação foi […]

  • Ódio do cristianismo contra a ciência

    Escutei faz pouco a um teólogo católico que afirmava que Deus joga aos dados. Surpreendeu-me ouvir esta afirmação, não por ela mesma senão por provir de alguém que, como clérigo em exercício, deve aceitar todos os dogmas da Igreja, ou polo menos justificar o seu sentido e/ou a sua interpretação. A proposição que afirma que […]

  • A Monarquia em Ortega (e IV)

    Esmorecimento do seu republicanismo   Em outubro de 1932, a Asociación al Servicio de la República, com muita pena e pouca glória anuncia a sua dissolução por considerar que a República estava já consolidada, e que tinha conseguido o seu objetivo, ainda que, em realidade, não conseguisse nenhum. Agora Ortega dedica-se a sentenciar por livre. […]

  • A monarquia em Karl Marx

    Marx desenvolveu a sua teoria sobre a coroa em intercâmbio dialético com Hegel de quem comentou o seu livro Princípios da Filosofia do Direito, comentário do que tiramos as seguintes reflexões. O eixo da crítica de Marx á teoria do Estado e da coroa em Hegel pivota sobre a sua teoria idealista, que converte os […]

  • Sobre a monarquia em Ortega (III)

    Crítica do anti-regionalismo da Monarquia No artigo anterior «A monarquia em Ortega (II)», vimos que o seu posicionamento passou da apoiar a monarquia, também durante a ditadura de Primo de Rivera com a contemporizou, a descolgar-se dela para não ficar isolado e em 1929 deu um giro de cento oitenta graus e decreta em tom […]

  • A santíssima trindade e a democracia na Igreja

    Os que, pola nossas circunstâncias vitais estudamos em Seminário e em universidades católicas, recebemos um ensino desfasado, antiquado, carente do mais mínimo rigor, autoritário e antipedagógico. O ensino lecionava-se em latim e a grande maioria do professorado não explicava e limitava-se a perguntar a lição a uns alunos aos que não se lhe dava possibilidade […]

  • A Igreja defensora da cultura na Idade Média?

    É uma afirmação recorrente em vários reputados teólogos da nossa terra que a Igreja foi a defensora da cultura na Idade Média, que se Justifica dizendo que a única cultura que havia era a que se fazia nos conventos. Creio que isto tem grande parte de verdade, mas é confusionista porque se se fez cultura […]

  • Sobre a monarquia em Ortega (II)

    Vimos no artigo anterior que Ortega manteve uma posição oscilante entre a sua repulsa frívola de 1905, na que afirma que o Rei não faz nada bem, passando pelo seu apoio total por considerá-la um instrumento de organização social com uma função não política senão histórica e uma posição na considera que cumpre fazer a […]

  • Sobre a monarquia em Ortega

    A monarquia em Ortega (I) O pensamento orteguiano tem como caraterística principal a sua volubilidade e a sua inconsistência, e o seu juízo sobre a monarquia não pode ser uma exceção, pois varia ao compasso da mutação da sensibilidade tanto pessoa como do país. Imos fazer uma exposição diacrônica do seu pensamento por considerar que […]