Todos os artigos de Joám Lopes Facal

Nascim e vivim na aldeia até os quinze anos, Toba, ao pé da ria de Corcubiom, frente ao Pindo. Figem-me economista despois de engenheiro e aí desenvolvim a minha atividade profissional até o momento de me reformar. A economia é ademais um vício particular: ler atentamente e tentar compreender a informaçom económica cotidiana, ter sempre sobre a mesa um livro de economia.
  • Juventude musical num palácio de indeciso sabor português

    Tivem sempre paixom pola música. Quando adolescente, nos anos finais do bacharelato, formei parte dum grupo de pulso e palheta, que em Espanha chamam rondalha, onde pugnava por tirar sons da mandolina que, como é sabido, afina como o violino. Logo já em Madrid, quando iniciei os estudos de engenharia, abandonei a prática da corda […]

  • Stresse teste

    Os sistemas expostos a falência som propensos a falir, o ponto crítico está na sua capacidade de reacçom ante cenários adversos onde a contingência vira em necessidade. Os bancos som um caso típico de sistemas potencialmente instáveis por acumulaçom de riscos como é o caso nos activos imobiliários sujeitos a depreciaçom valorativa nas bochas especulativas. […]

  • A proposta de confluência ortográfica da AGAL, umha leitura dissidente

    Esperava com muito interesse o anunciado prontuário ortográfico da AGAL que lim ao direito com toda atençom. O opúsculo sintetiza em forma clara e concisa a “normativa de confluência” aprovado em assembleia da Associaçom de 3 de dezembro de 2006. O propósito perseguido era fixar um padrom ortográfico de carácter normativo com pretensom de estabilidade […]

  • O singular mapa da Galiza de Carlos Calvo Varela

    Carlos Calvo Varela (Ordes, 1988) foi detido pola Polícia Nacional em Vigo o 15 de setembro de 2012 e desde aquele momento encontra-se em prisom provisional á espera de que o Tribunal Supremo resolva o recurso contra a sentença da Audiência Nacional que o condenou a 12 anos de reclusom por “tença de explosivos e […]

  • Fé de vida

    Para Ernesto Vazquez de Souza, que tam amavelmente me obriga a antecipar esta confissom devida Em português, nom é usual que eu saiba falar em fé de vida para certificar que um segue em pé. Preferem recorrer a fórmulas como atestado ou prova de vida para testemunhar a continuidade vital. Vou contrariar desta vez os […]

  • Razom e sem-razom do reintegracionismo

      Para Ernesto, com apreço. Caro Ernesto, o pensamento filosófico tem a virtude de revelar os fundamentos implícitos no discurso, de desvendar supostos enganosos ou parciais subjacentes no pensar comum. O debate reintegracionista parece estar polarizando-se em duas posiçons antagónicas que podemos ilustrar com as antinomias: [opçom finalista ↔ opçom processual], [posiçom pragmática ↔ posiçom […]

  • O marechal entra em clausura. Um epílogo

    O episódio do convento mercedário é a última prova do fatal destino de tanto ser humano atraído à opulenta mesa dos países ricos.

  • Aos/Às [email protected] das duas beiras

    A nova lealdade à AEG nom deixa de ser para mim algo assi como umha confirmaçom pública de umha paixom veterana polo “galego ele mesmo”.

  • Alçar a voz com Albert Hirschman: Saída, Voz e Lealdade

    Os sócios da AGAL fomos convocados a umha próxima Assembleia extraordinária onde havemos de eleger nova diretiva e, simultaneamente, decidir sobre três questons incorporadas pola única candidatura apresentada.

  • Estranhos ritos funerários (e II)

    Na quinta de 5 de janeiro de 1871, o jornal El Pensamiento Español. Diario católico, apostólico romano inseria umha severa diatribe contra a suposta cerimónia maçónica de despedida do general Prim sob o alarmante título: “Profanación del santuario de Atocha”.