Todos os artigos de Carlos Quiroga

Carlos Quiroga (Escairom -Terra de Lemos-, 1961) é escritor e professor de literaturas lusófonas na Universidade de Santiago de Compostela, membro da direcçom da Associaçom de Escritores em Língua Galega, membro da Associaçom Galega da Língua (AGAL) e diretor da revista Agália durante um amplo período, também diretor da revista de arte e cultura oMáximo e fundou e dirigiu a revista galega O mono da tinta. Publicou G.O.N.G. - Mais de vinte poemas globais e um prefácio esperançado (1999), Periferias (1999, Prémio Carvalho Calero de narrativa), A Espera Crepuscular (2002, primeira parte da trilogia Viagem ao Cabo Nom), Il Castello nello Stagno di Antela - O Castelo da Lagoa de Antela (2004, Prémio de Teatro infantil na Mostra de Ferrol-Terra em 1988, publicado na Itália em galego e italiano), O Regresso a Arder (2005, terceira parte de Viagem ao Cabo Nom), Inxalá (2006, Prémio Carvalho Calero de narrativa), Venezianas (2007). O seu mais recente cometido literário foi a coordenaçom do volume O Crânio de Castelão. Bolseiro de investigaçom da Fundaçom Calouste Gulbenkian (1991-92), do atual Instituo Camões (1992-93), e da Universittà Italiana per Stranieri (1983), foi prémio extraordinário de doutorado, professor de Língua e Literatura Galegas, e o primeiro professor de Português em Escola Oficial de Idiomas na Galiza, antes de trabalhar na Universidade de Santiago de Compostela, onde é professor de língua e literatura lusófonas.