Todos os artigos de X. do Galheiro

X. do Galheiro, seica apareceu pola selva de Esm, como fam no monte as bestas, ainda que se criou na de Esmelhe (ou vice-versa, já nom se lembra), e o único objetivo vital era ficar polo Galheiro. Mesmo assi, os caminhos da vida levárom-no por umha data de paisages humanas, reais, sonhadas ou imaginadas, que se resumem num é-che o que hai carregado de positivismo infantil.
  • Por favor, que alguém lhe diga algo!

    Tenho notado nos últimos tempos que a cada vez mais os intercámbios lingüísticos entre galegos e portugueses em ámbitos formais estám a ficar regulados polo emprego, pola banda portuguesa da língua espanhola, ou, polo menos, por umha tentativa de demonstrar proximidade co ouvinte através do emprego, com distintos graus de competência, da língua espanhola, e, […]

  • Défice radiofónico

    Onte, sexta, deitei-me a escuitar samba no programa “Trópico utópico” de Radio 3, emissora da rádio pública espanhola. Hoje, sábado, erguim-me a ouvir Gal Costa e Gilberto Gil, no programa “El gran quilombo”, e a caminho do choio vou diariamente acompanhado por música lusófona no programa “Cuando los elefantes sueñan con la música”, ambos, tamém, […]

  • Nós, em flagrante delito

    Umha dessas cousas boas deste país: na explanada dum café leio de graça o jornal mais lido na Galiza, um jornal que nem sempre lhe dá voz. Dispunha de tempo e mergulhei nas páginas do seu suplemento de lezer e cultura. Na capa, a mítica fotografia ilustrativa do Fernando Pessoa “em flagrante delito”, ou seja, […]

  • Boig per tu

    Seica a cantora colombiana Shakira, companheira do futebolista do Barcelona Piqué, suponho que fruito do namoro e a paixom, decidiu dedicar-lhe umha cançom em catalám e versionou o tema de Sau, Boig per tu.