ANG convoca I Prémio “Estudante Galeguista do Ano” 2018



A ANG (Assembleia Nacional Galega) convoca o Prémio “Estudante Galeguista do Ano” com o patrocínio da Libraría Pedreira (Compostela), da Libraría Cartabón (Vigo), da Livraria Suévia (Corunha) e a Librería Trama (Lugo).

Quais são os objetivos do Prémio?

Potenciar na mocidade o uso da língua galega, a excelência académica e o compromisso e ativismo com a defesa da língua, da cultura e da sociedade galega.

Bases do Prémio:

I PRÉMIO “ESTUDANTE GALEGUISTA DO ANO”
A Assembleia Nacional Galega (ANG), e com carácter anual, convoca o Prémio “Estudante Galeguista do Ano”. Neste 2018 será a sua primeira edição.

Objetivos
Potenciar na mocidade o uso da língua galega, a excelència académica e o compromisso e ativismo com a defesa da língua, da cultura e da sociedade galega.

Participantes
Qualquer aluno ou aluna de entre 16 e 30 anos que curse estudos de secundária nun centro público ou qualquer aluno ou aluna que realice estudos superiores nun centro público da Galiza, e que resida na Galiza, no Berço, no Eu-Návia ou nas Portelas.
Os e as participantes autorizam expressamente e com carácter indefinido a que a ANG possa fazer difusão, em qualquer meio de comunicação interno e/ou externo, que estimem oportuno, dos seus dados pessoais, consistentes no seu nome e apelidos, como ganhador/a do Prémio, com a exclusiva finalidade de assegurar a divulgação por qualquer meio e conhecimento de realização e ditame do Prémio, sem que isso gere direito de pagamento e/ou indemnização nenhuma a favor dos/as participantes.
A participação neste concurso implica a aceitação plena das suas bases.

Prémio
Um diploma acreditativo como “Estudante Galeguista do Ano 2018” e um lote de livros e discos galegos.
O Júri poderá declarar o Prémio deserto se os participantes não reúnem um mínimo de méritos para ele.

Prazo de entrega da documentação
Antes do 2 de setembro (inclusive), enviando a documentação escaneada e assinada ao endereço: [email protected].com
Indicará-se que é para o I Prémio “Estudante Galeguista do Ano 2018”. Nela aparecerá o nome e apelidos do participante, idade, o seu endereço completo, centro escolar e o número de telemóvel, e a sua assinatura com um breve texto de aceitação das bases e baremo deste Prémio.

Júri
Estará formado por membros da Coordenadora da ANG e/ou pessoas relevantes da cultura galega e do Galeguismo.
A decisão do Júri deve estar bem fundamentada nas bases, baremo e documentos.
A decisão do Júri será inapelável.


Decisão e entrega do Prémio

No 9 de setembro anunciará-se a decisão do Júri, que será inapelável.
A entrega do Prémio fará-se no mês de setembro num ato público, a ser possível no concelho do ganhador ou ganhadora. Representantes da ANG e pessoas de prestigio da cultura galega e do Galeguismo farão a entrega do Prémio com a presença dos meios de comunicação social.
Durante o ato de entrega do Prémio o ganhador ou ganhadora, que deverá estar presente, estará obrigado/a a ler um texto breve da sua autoria no que se fale da nossa língua, da nossa cultura e do nosso País, e do compromisso que devemos ter como galegos com tudo isso.

Proteção dos dados pessoais
Os dados dos e das participantes no Prémio incomporarão-se a um ficheiro titularidade da ANG, cujo tratamento estará sujeito à Lei orgánica 13/1999, do 13 de dezembro, de proteção de datos de carácter pessoal, e à sua normativa de desenvolvimento, com a finalidade de se utilizar para a realização das gestões que sejam necessárias para o desenvolvimento do Prémio, incluída a seleção do ganhador ou ganhadora, a publicação da lista do ganhador ou ganhadora e a posterior entrega do Prémio a este ou a esta.
Os e as participantes terão o direito a aceder a este ficheiro e rectificar, cancelar e/ou opor-se ao tratamento dos seus dados. Neste caso, deverão comunicá-lo expressamente, para o que enviarão uma comunicação escrita ao endereço eletrónico da ANG.

Bases, baremo e documentos
1.- Uso habitual da Língua Galega em todo tipo de situações. (6 pontos). Uso da Língua Galega só às vezes. (2 pontos). Documento assinado pelo participante conforme usa habitualmente a Língua Galega em todo tipo de situações ou documento de que só a usa às vezes.
2.- Qualificações escolares completas do último ano académico. (Média de 10-9: 2 pontos/ média de 8-7: 1,5 pontos/ média de 6: 1 ponto/ média de 5: 0,5 pontos). Documentos compulsados.
3.- Cursos de Galego, Português ou de temas relacionados com a Cultura Galega feitos no último ano e diferentes dos académicos habituais. (0,5 pontos por curso.) Documentos acreditativos e compulsados.
4.- Estudos de Galego ou de Português numa Escola de Idiomas durante o último curso escolar. (1 ponto). Documento acreditativo e compulsado.
5.- Realizar estudos universitários diferentes aos de Filologia Galega ou Portuguesa. (1 ponto). Documento acreditativo e compulsado.
6.- Fazer uso do Galego internacional na documentação apresentada. (1 ponto)
7.- Participação na organização de atos relacionados com a promoção da nossa língua, cultura e sociedade. (2 pontos por atividade). Documentação acreditativa e compulsada pela associação ou entidade organizadora.
8.- Ser natural de um concellho do Estado espanhol ou de um país que não tenha ao galego-português como língua. (2 pontos). Documento acreditativo.
9.- Ser natural de um concelho da Galiza estremeira (1 ponto). Documento acreditativo.
10.- Ser natural dun país lusófono ou galaicófono distinto da Galiza (1 ponto). Documentação acreditativa.

Mais informação no facebook da ANG:
angA Assembleia Nacional Galega (ANG) é uma associação cultural e cívica, constituída legalmente, de carácter galeguista e não vinculada a nenhuma organização política. Desde que existe vem trabalhando pelo fomento da nossa língua, cultura e sociedade, e pelo incremento das relações com os outros povos do mundo que usam também a nossa língua, nomeadamente Portugal e o Brasil.
Esta é a nossa página de facebook:

PUBLICIDADE

  • abanhos

    O prémio é um bocado burocrático, só falta ser publicado no Dog, pois é o prémio, após concurso de méritos entre aspirantes/concursantes.
    A ideia é bem boa, porem a empresa convocante e a sociedade não sabem discernir nem fazer propostas, isso é cousa dos aspirantes/concursantes.
    Os critérios dos pontos dão para um artigo bem giro, mas vou deixar que cada leitor o faça ao seu modo.

    Está ANG, não entendeu o que é a ANC, e por isso foi constituída como foi…

    • abanhos

      Ha caras nessa ANG?
      Quem dirige a ANG?
      Alguém pode certificar ter realizado alguma assembleia?

      Manuel Miragaia Doldan pode informar

      • abanhos

        Manuel Miragaia se quiser contactar comigo faça-o em [email protected]
        Não uso mesenger
        Obrigado

        • Paulo Terra Nosolhos

          Boa tarde, caro Abanhos, espero que isto sirva de resposta:

          1) As bases estão elaboradas com detalhe para que o júri possa aplicar critérios objetivos e pré-estabelecidos.
          2) Nas bases há implícita uma evidente proposta para a sociedade.
          3) Em que sentido haveria de mudar as bases?
          4) A ANG, uma pequena associação, com enormes dificuldades, sobrevive desde há um ano e tenta todos os dias aumentar o seu número de associados.
          5) A ANG tem caras, mas os seus membros não pretendem protagonismo nenhum, só trabalhar pela associação e pelo País.
          6) Todas as atividades foram aprovadas em assembleia, como esta que foi aprovada na assembleia desenvolvida na cidade de Lugo no passado 4 de fevereiro.
          7) Seria bom que o Sr. Banhos se integre e participe na vida da ANG.

          Para qualquer dúvida, estamos em [email protected]

          Cumprimentos.