Ana Santiso, primeira artista galega que registra e tokeniza as suas obras na blockchain



A pintora galega Ana Santiso, autora das ilustraçons da colecçom “Criaturas Míticas do Mundo” (de próxima publicaçom), acaba de se converter na primeira artista galega que usa a tecnologia da cadeia de blocos (blockchain) para registrar e tokenizar as suas obras. Um grande passo para empregar as novas tecnologias ao serviço da criaçom cultural.

Cinco das pinturas que ilustram as cartas da colecçom fôrom registradas na blockchain de Ardor, acreditando a autoria de Ana de maneira pública e verificável e protegendo os seus direitos de autor. A blockchain é um registro público e inmutável de dados, distribuído em centos de computadores em todo o mundo, sendo o registro mais confiável que existe atualmente. É impossível de censurar ou adulterar por qualquer pessoa. A autoria fica, pois, demonstrada a todos os efeitos.
O registro destas obras também especifica a licença baixo a qual se protegem os direitos de propriedade intelectual. Neste caso, Ana decidiu registrá-los baixo a licença Creative Commons Atribuiçom-NomComercial 3.0 Unported (CC BY-NC 3.0).

A tokenizaçom destas obras físicas permite a sua circulaçom no meio digital. As cinco pinturas podem agora ser transmitidas, vendidas ou subastadas facilmente de umha maneira cómoda, rápida e barata, com a segurança de se tratar de obras autênticas e nom falsificaçons.

O registro e tokenizaçom de cada pintura custou um total de 0.145€ (0.005€ o registro, 0.14€ a criaçom do token).

As pinturas correspondem a umha criatura legendária de cada continente:
Tulpar, um cavalo alado que aparece nos povos túrquicos.
Macihuatli, um monstro sinistro com forma de mulher e cabeça de cavalo, terror dos homens nas culturas de idioma nahuatl.
Kel Essuf, os espíritos do deserto que espreitam aos tuaregs.
Lisovik, o senhor dos bosques na Ucránia e outros povos eslavos.
Droemerdene, deidade protectora das pessoas para os aborigens da ilha de Tasmánia.

Os registros e tokens destas obras podem ser monitorizados publicamente nos seguintes enlaces:

Tulpar (registro, token), Machihuatli (registro, token), Kel Essuf (registro, token), Droemerdene (registro, token), Lisovik (registro, token).

Nos próximos dias publicaremos as imagens destas cinco pinturas, assim como umha explicaçom das criaturas e culturas que lhes dam existência.

MAIS INFORMAÇOM:
Tarasca DAO é a entidade promotora da colecçom “Criaturas Míticas do Mundo”, que se porá à venda a princípios do próximo ano. É umha colecçom digital de cartas que se disponibilizará exclusivamente por internet e que se porá à venda em vários idiomas simultaneamente, entre eles o galego.
Para contacto ou mais informaçom,
@Tarasca16

PUBLICIDADE