Achegamento á figura de Maruxa Mallo, palestra n’O Facho de Emilio Ínsua López

Terça, 27 de fevereiro



logofachoAgrupaçom Cultural O Facho

Apartado de Correios nº 46 O.P.

A Coruña
A Agrupación Cultural O Facho de A Corunha tem o prazer de o/a convidar a assistir aos seus ciclos de palestras públicas do período 2017-18.

 

Palestra

A vindoira terça, dia 27 de fevereiro de 2018, Emilio Ínsua López falará dentro do ciclo Língua, Cultura e País. A sua charla intitula-se: Um achegamento á figura de Maruxa Mallo

 

Emilio Xosé Ínsua López (Viveiro, 1967) é doutor em Filoloxia Galega pela USC e professor de língua e literatura no IES A Basella, de Vilanova de Arousa. Faz parte dos conselhos de redacção das revistas Aulas Libres (STEG), Ardentía (Culturmar) e Revista Galega de Educación (Nova Escola Galega). Mantém na rede o blog ‘A ínsua do Ínsua’, escreve quotidianamente no ‘Heraldo de Vivero’ e tem colaborado em diversas ocasiões com as atividades e publicações da Real Academia Galega.

Participou na confeçom de vários livros de texto de língua e literatura galegas e preparou a edição da obra inédita dos escritores viveirenses Antonio Prados Ledesma e Alfredo García Dóriga, assim como de várias peças teatrais de Antón Villar Ponte. Membro de ‘Letras de Cal’ e colaborador da revista Xistral, publicou os livros de poesia intitulados Devalar das esperas (1995) e Acontece às veces a ternura (2005), este último galardoado com o prêmio Prados Ledesma da Câmara municipal de Viveiro.

Obtivo diversos prêmios de investigação, como o Irmandiños de Moeche (1996), o Ramón Piñeiro de Ensaio Breve (2004) e o Ánxel Fole (2002 e 2009). Também foi distinguido com o prêmio Ramón Cabanillas pelas livrarias de Cambados. Em colaboração com o actual cronista oficial de Viveiro escreveu os volumes O primeiro Antón Villar Ponte (2003) e Maruja Mallo, de prometedora pioneira a artista universal (2010). Prologou, ademais, os volumes Cantos da seiva (2002), de Xesús Pereiras, e De acuarelas por Viveiro (2016), de Eduardo Baamonde.

É autor das monografias e estudos sobre ‘O Mariscal’ de Cabanillas e Villar Ponte (2005); ‘Antón Villar Ponte e a Academia Galega’ (2006); ‘Orixen, peripecia e pertinencia do topónimo San Cibrao’ (Cervo) (2010); ‘Encadramento e singularidade de Nicomedes Pastor Díaz na literatura galega do seu tempo’ (2013); ‘A nosa Terra é nosa! A xeira das Irmandades da Fala’ (1916-1931) (2016, finalista na modalidade de ensaio dos prêmios Irmandade do Libro e da Crítica em 2017); ‘Xosé María Díaz Castro, poeta em formación’ (Edições Laiovento, 2017) e ‘Común temos a patria. Biografia dos irmáns Villar Ponte’ (Ediciónz Xearis, 2018), em colaboraçom com Xurxo Martínez González.

Dia: martes/terça 27 de fevereiro de 2018- Hora: 8 do serám

Local: Portas Ártabras, R/ Sinagoga 22 , Cidade Vella . A Corunha

Alberte Corral Iglesias, Presidente d’O Facho

Correo electrónico: [email protected]

Segue-nos en Facebook: Agrupación Cultural O Facho

Para axudas e aportaciós económicas: Conta ES02.3070.0044.58.6090453421

Todas as palestras dadas estám en: http://agal-gz.org/blogues/index.php/ofacho/


PUBLICIDADE